terça-feira, 30 de dezembro de 2008

2009 à vista

Acordei com calor e não consegui voltar a adormecer... Em vez de andar a dar voltas na cama decidi vir até aqui para desejar a todos umas Boas Entradas...
Se já não ligo ao Natal o que se dirá da Passagem de Ano... É realmente época com a qual não me familiarizo minimamente sequer...
Mas respeito quem aproveita esta noite para se divertir e até quem a aproveita para cometer loucuras... Afinal há desculpa... É Passagem de Ano... Então proponho uma coisa... Por que não fazermos também uma passagem de mês, uma passagem de semana ou até mesmo uma passagem de dia? Percebem? É por isso que não consigo achar piada à Passagem de Ano... Qual a ideia? Enfim, mas não me quero alargar quanto a isto...
O Natal correu bem, não houveram muitas prendas e as que houveram foram coisas que realmente precisava... Mas penso que houve um pouco o espírito já há muito perdido... Só cá faltaste tu, minha mãe, para que tudo fosse perfeito...
Ontem fui a Vila das Aves até à loja da Madalena visitá-la... Está já com uma barriguinha linda de seis meses... Em princípio a bebé vai chamar-se Marisa.
Quando estávamos para sair da loja apareceu o Zé Augusto que nos levou - a mim e à Susana que foi comigo -à estação...
Gosto muito daquela família, acreditem ou não é como se fossem também da minha família... Tenho imensa pena de não estar com eles mais vezes... Verdade que sim... Mas a minha vida agora também não dá para muita coisa...
Acabei por não ir na semana passada ao Hospital, tenho de lá ir hoje... E vou mesmo... Por tal entretanto tenho de voltar a ver se adormeço, convém, né?!!!
E com isto ainda não consegui estudar nada... Não consigo simplesmente... O que é muito mau... Ainda por cima quando começo a pensar que tenho o relatório de DL vou ainda mais abaixo... Tem alguma lógica aquele relatório? Claro que não... Mas que se pode fazer? Nada a não ser cumprir ordens...
E com isto tenho logo frequência na primeira semana, dia 8 que é a segunda parte da matéria e gostava de conseguir fazer a cadeira para depois não ter de vir a exame (segunda fase)... Na segunda semana tenho dois exames práticos, que gostava também de conseguir fazer, embora para um deles veja as coisas um pouco complicadas... E para o outro sabe lá Deus...
E na terceira semana começam os exames a sério...
Era uma benção conseguir fazer todos os exames em primeira fase e não precisar ir a Bragança para segunda fase... Ter umas feriazitas de duas semanas... Era realmente muito bom... Não espero milagres, vou simplesmente estudar para que isso aconteça...
Bem, e agora vou mesmo deitar-me e tentar dormir...
Beijinhos

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Meu presente

Amor, Carinho, Saúde, Alegria, União, Paz, Felicidade, Trabalho, Dedicação, Cumplicidade, Atrevimento, Sensatez, Sonhos, Realização, Caminho, Fé, Entendimento, Compreensão, Sensibilidade, Carácter, Conhecimento, Concretização, Entre-Ajuda, Paciência, Coragem, Liberdade, Afirmação, Admiração, Atenção, Amizade, Doçura, Surpresas...
E muito, muito mais...

Feliz Natal

Não é por não ter afinidade com o Natal que ignoro que ele exista, e por tal venho aqui desejar a todos os meus amigos, colegas, conhecidos e leitores do meu blog um Feliz Natal...
Sei o que significa esta data para muita gente e confesso que tenho pena que não o signifique para mim... Teve, um dia lá atrás teve esse significado para mim... Mas muito cedo deixou de o ter...
Talvez um dia regresse... E confesso que gostava que regressasse... Tudo seria bem mais fácil...
Para mim Natal é união, família reunida... E se para vocês esse não é o espírito, o significado de Natal... Então desculpem, mas também não sentem o Natal...
Meus amigos, o Natal não é prendas... Prendas podem dar-se e receber-se em qualquer altura do ano... Será mesmo necessário oferecer prendas nesta altura do ano? Não saberá melhor receber numa outra altura sem qualquer tipo de razão? Pois gosto imenso de oferecer presentes... Mas sem ser altura de o fazer... A verdade é que quando tenho a "obrigatoriedade" de o fazer não me dá lá muito gosto... Mas são ideias e tal como respeito as vossas vocês devem respeitar as minhas...
Jesus Cristo também recebeu presentes, sim, eu sei... Mas foram-lhe oferecidos por 3 reis que nem ele nem seus pais conheciam... Terá isso alguma coisa a ver com o sentido de fazer ver às pessoas que a ideia não é oferecer presentes, tudo e mais alguma coisa... Mas sim mostrar que o importante é louvar por estarmos vivos e aconchegados pelo carinho de nossos familiares?
Pois entâo, meus amigos, deiam mais valor às vossas famílias e amigos do que aos presentes propriamente ditos... Pois os presentes são apenas presentes e a família...
Bem, este é o primeiro ano que passo sem a minha mãe, pensam vocês que eu imaginava algum dia vir a passar esta ou qualquer outra altura do ano sem ela? Não... Claro que não...
Mas Deus assim quis... Deus levou-a para que neste ano ela estivesse na Sua companhia... Estará entre nós em amor, mas jamais em presença... É por isto, meus amigos, que desejo que abram bem os olhos para aquilo que realmente é importante nas vossas vidas...
Esta azáfama que é para comprar os presentes... Este consumismo que não só consome nossas carteiras como nosso tempo e a nós mesmos... A pouco e pouco vamo-nos matando, a pouco e pouco vamo-nos perdendo, a pouco e pouco vamo-nos esquecendo do que é verdadeiro, do que é viver, do que é realmente importante nas nossas vidas...
E assim sendo, meus amigos, e porque este post está por demais compridissimo e a ideia inicial não era essa... Eu vos desejo um Natal cheio de amor na companhia daqueles que mais amam... E que tenham por prendas um pacote de saúde, um pacote de trabalho e um pacote de alegria oferecido por cada um dos três reis magos e que Jesus vos ofereça o maior presente que algum dia poderão receber... o dom da vida... Porque esse, meus amigos, é aquele que jamais alguém poderá comprar (nem mesmo com "cunhas")...

domingo, 21 de dezembro de 2008

As tão esperadas... Férias

E assim chegaram as ditas férias... Mas não as propriamente ditas... Pois há muito que estudar...
Ontem passei o dia todo fora... Cheguei à Trofa às 10:20h da manhã e fui directa a casa, pensando que ainda ia dormir um pouco... Qual quê, o meu irmão perguntou se queria ir com ele à costureira e eu disse que sim... Depois fomos à Rucoline, à tia Dores, ao Pingo Doce e ao Minipreço... Nisto eram horas de ir almoçar... Passamos por casa a buscar o pai, a Beatriz e o Ricardo... A Carla iria lá ter - à Petisqueira Sãozinha.
Vim a casa e pouco depois eram horas de ir para casa da Joana. Pouco depois de chegar a casa da Joana e de conversar um pouco com a mãe dela apareceu a Sónia e lá fomos as três até casa da Liliana para lhe dar os Parabéns... O dia de ontem não podia de forma alguma passar em branco...
Parabéns, amiga... Adoro-te... Desculpa não termos ido ao jantar... Não fiques triste...
Três dedos de conversa e o tempo passou a voar... A Sónia tinha de ir embora e fomos as quatro até ao carro dela, despedimo-nos e voltamos, eu, a Joana e a Liliana a casa desta última. Pouco depois a Liliana teria de sair e por tal despedimo-nos e acompanhei a Joana a casa com ideias de seguir viagem até casa logo de seguida. Mas a Joana convidou-me a entrar e acabamos por lanchar juntas indo o meu irmão lá ter e lanchado connosco...
Conversa puxa conversa e tínhamos de vir embora... A Joana pediu que ficassemos mais um pouco e pouco depois tínhamos mesmo de vir... Despedimo-nos da Joana e da mãe que entretanto nos fazia também companhia.
Chegamos a casa, eu e o meu irmão e enquanto pensavamos o que haviamos de jantar telefonaram-lhe a convidá-lo para jantar e depois "noite"... Eu disse-lhe para aceitar e assim foi. Comi algo rápido e marquei um café com a Melisa e o Matos. Saí minutos depois do meu irmão. Fui ter à Casal. Tomamos um cafézinho, demos duas de treta e entretanto já não era cedo...
Eu estava cansada... Verdade seja dita que não via a hora de me deitar na minha cama...
Hoje... Hoje passei o dia praticamente todo na cama... Não fui almoçar com o pai e o Luís de tantas dores de cabeça que tinha... Passava das 15,30h quando me pus a ver um filme no pc... E entretanto vim à net... Já estive a falar com uma amiga que está na Holanda e agora... Agora não sei... Continua a doer-me a cabeça - penso que seja derivada do cansaço...
Amanhã quero ver se pego no livros para estudar um bocadinho que seja e na terça tenho de ir ao Hospital de Santo Tirso para saber os resultados da Citigrafia que fui fazer...
E por agora... Bem... Vamos a ver o que consigo eu fazer...

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Último dia de aulas

E assim chegamos ao final da semana, quase...
Amanhã será o último dia de aulas...
Depois... Arrumar tudo de forma a esta casa ficar impecável (!) e após mais uma noite de sono... Trofa!
Penso que levo o mais importante a nível de estudo... E espero não me enganar...
Não me interessa estar a levar muita coisa se depois acabo por não pegar nas coisas...
Assim levo somente o que tem prioridade...
Já saiu a data dos exames...
Depois coloco aqui...
Mas inicialmente tenho de me aplicar para a segunda frequência de Patologia Clínica I que é logo no dia 8 de janeiro (e por falar em dia 8 nesse dia não há aula de anatomia)... E tenho de ver também a prática de Dietética I e a prática de Química Geral Orgânica... Tenho também de fazer o relatório de Dietética Laboratorial... Ai, ai... E onde ficam as férias no meio de tudo isto? Não ficam... Assim parece... Só gostava de fazer tudo logo na primeira fase... Sonhar não custa... Mas era tão bom que não fosse só sonho... Depois, e aí sim, teria duas semanas de férias... Sendo que o último exame da primeira fase é dia 5 de Fevereiro (Anatomia - 2ª frequência) e o segundo semestre começa a 25 de fevereiro...
Bem... Agora vou dormir que tenho de me levantar às 7.30h, pois tenho aula às 8.30h :(

domingo, 14 de dezembro de 2008

Idiota

Sou tão parva, tão burra, tão idiota...
Porque me calo?
Porque tenho eu de ser assim?
Nunca um olhar sequer me dirigiste como fui, então, apaixonar-me por ti?
Porque procuro alguém como o "tu" que eu conheci?
Sim, porque foi por esse que eu me apaixonei... Foi por esse que meu coração bateu mais forte... Foi com esse que me ri... Foi esse que me fez sonhar sem que nunca directamente... Foi sempre esse que eu quis... Esse "tu" que eu conheci... Esse "tu" com quem ainda hoje sonho...
Mas que tortura é esta? Porque não te esqueço eu de uma vez só...
Porque meu coração insiste em me lembrar de ti quando menos espero...
Se não é meu coração são os outros... Mas porquê?
Chega... Não quero saber... Não quero... Não posso...
Acreditei naquilo que não podia ter acreditado... Acreditei em coisas da minha própria cabeça... Nunca da tua boca... A tua boca...
...

Informação sobre Sonhando Vivendo

É somente para informar que hoje vou começar uma nova história no Sonhando Vivendo...
Tem por seu nome A Maldição I...

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Por Bragança

E com isto entramos na última semana de aulas... Tenho uma aula de compensação amanhã e na próxima semana será, então, a tão desejada última semana de aulas e com isso as férias chegam logo de caminho :)
Vou apenas no sábado de manhã embora assim tenho tempo suficiente para limpar o meu quarto, limpar o wc que é a minha semana e limpar a cozinha... E a casa entra em férias cheirosinha :)
Convidei a Susana para cá vir passar uns dias. Ela aceitou, vamos a ver se ela pode mesmo vir...
Bem... Fico por aqui... Vou descansar...
Beijinhos a todos

Ser superior... Sou superior...


quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Pisei na bola - Wanessa Camargo

Pisei na bola
meu Deus e agora
o que fazer, não sei o que dizer
mas nunca é tarde
não sou covarde
sei reconhecer que eu errei
por favor pelo o nosso amor
(REFRÃO)
Sabe que eu sou louca por você
se eu te machuquei foi sem querer
eu não quero perder seu coração
o amor falou mais alto que a paixão (2X)
Pense em tudo
é um absurdo
terminar sem conversar
não jogue fora
não vá embora sem saber que eu amo você
por favor,
pelo nosso amor
(REFRÃO)
Sabe que eu sou louca por vocês
e eu te machuquei foi sem querer
eu não quero perder seu coração
o amor falou mais alto que a paixão (2X)
sabe que eu sou louca por você (por você)
se eu te machuquei foi sem querer (foi sem querer)
eu não quero perder seu coração
(o amor falou mais alto que a paixão)
o amor falou mais alto que a paixão
Sabe que eu sou louca por você
Se eu te machuquei foi sem querer
Eu não quero perder seu coração!
Foi sem querer!

Amor, Amor - Wanessa Camargo

Não estou sofrendo
Não estou morrendo
Nem tô correndo atrás
De um namorado
Não estou chorando
Nem me arrastando
Cala essa boca
Você está muito enganado...(2x)
Tá pensando que já é dono
Do meu bem-querer
Só porque eu te olhei
Não quer dizer
Que eu quero amar você...
Amor! Amor!
Se pensa que é assim
Que é só chamar que eu vou
O que você quiser
É só pedir, que eu dou
E que eu não resisto
Ao teu poder de sedução
Amor! Amor!
Se toca de uma vez
E tenta entender
Debaixo dessa roupa
Vive uma mulher
E dentro deste corpo
Bate forte um coração
Comigo não!
Poderosa! Atrevida!
Ninguém se mete mais
Na minha vida
Se eu tô dançando
Tô te tocando
Não significa
Que eu estou
Me apaixonando...
Tá pensando que já é dono
Do meu bem-querer
Só porque eu te olhei
Não quer dizer
Que eu quero amar você...
Amor! Amor!
Se pensa que é assim
Que é só chamar que eu vou
O que você quiser
É só pedir, que eu dou
E que eu não resisto
Ao teu poder de sedução
Amor! Amor!
Se toca de uma vez
E tenta entender
Debaixo dessa roupa
Vive uma mulher
E dentro deste corpo
Bate forte um coração
Comigo não!
Amor amor,
No és como tu quieres
No és asi, No és asi
No és asi tao fácil que seré toda de ti
Amor! Amor!
Se pensa que é assim
Que é só chamar que eu vou
O que você quiser
É só pedir, que eu dou
E que eu não resisto
Ao teu poder de sedução
Amor! Amor!
Se toca de uma vez
E tenta entender
Debaixo dessa roupa
Vive uma mulher
E dentro deste corpo
Bate forte um coração
Comigo não
Poderosa! Atrevida!
Ninguém se mete mais
Na minha vida
Se eu tô dançando
Tô te tocando
Não significa
Que eu estou
Me apaixonando...

Tanta saudade - Wanessa Camargo

Eu nunca fui do tipo que se apaixonava assim
Eu não sabia que o amor mandava tanto em mim
Eu não pensava que eu seria o sonho de alguém
Agora em meu coração falta o seu amor
Falta essa paixão
O mundo caiu no instante em que eu me vi sem você
Eu não me toquei
Eu só acreditei que o amor fosse fácil de se esquecer
Eu errei... eu tenho tanta saudade...
Sinto falta de você dizendo que eu te fiz feliz
Eu tô colhendo a tempestade que eu mesma fiz
Será que um dia desses vou te encontrar
Só pra te dizer que foi com você
Que aprendi a amar
O mundo caiu no instante em que eu me vi sem você
Eu não me toquei
Eu só acreditei que o amor fosse fácil de se esquecer
Eu errei... eu tenho tanta saudade...
O mundo caiu no instante em que eu me vi sem você
Eu não me toquei
Eu só acreditei que o amor fosse fácil de se esquecer
Eu errei... eu tenho tanta saudade...
(o mundo caiu)
Eu tenho tanta saudade...

Um dia... Meu primeiro amor - Wanessa Camargo

Para começar um beijo
ele vai pra sempre me amar
é assim que vai ser
sei que ele está por aí
esperando eu aparecer
louco pra me conhecer
refrão
O seu nome eu não sei
eu me lembro que eu sonhei
e acordei pensando em você
eu nem sei o que é paixão
perguntei pro coração
e ele disse que é pra eu ter calma
um dia virá meu primeiro amor
Escrevi no meu diário
meus segredos só pra você
só você pode ler
será que você já anda
entre os meus amigos eu nem vi
que você já está aqui
refrão
Eu sei que você está aí
em algum lugar
estarei bem aqui
pra quando você chegar
refrão
Um dia virá
para começar um beijo.

Falta teu beijo - Wanessa Camargo

Sinto falta
do jeito que você me toca
só o mel da tua boca, me provoca
Sinto falta do teu olhar distraido
de me perder contigo num deserto de amor
Eu não vou nem tentar te esquecer (te esquecer)
não dá pra suportar viver sem você
REFRÃO
Falta teu beijo,
o teu calor ficou,
o desejo de senti teu sabor
Falta teu corpo,
falta o prazer,
no meu coração tá faltando você
Sinto falta de todas as suas loucuras
eu to doente, você é a cura,ve se volta pra mim
Eu não vou nem tentar te esquecer (te esquecer)
não da pra suportar viver sem você
REFRÃO

Eu quero ser o seu amor - Wanessa Camargo

Tá na hora de assumir
O que existe entre nos dois
Já não tente mais fugir
Não vou deixar pra depois
Hoje tenho que falar
O que eu sinto por você
Já não dá pra disfarçar
Só você não vê
Não quero ser cupido
Nem ser seu ombro amigo
Nunca mais, não, não
Meu coração ferido
Nunca foi proibido
Agora, por favor!
Eu quero ser o seu amor, oh!Oh!!
Eu quero ser o seu amor!
Quantas vezes eu te vi
Com outra e quis chorar
Você não sabe o que eu sofri
Você não sabe o que é amar
Hoje eu tenho que falar
O que eu sinto por você
Já não dá pra disfarçar
Só você não vê
Não quero ser cupido
Nem ser seu ombro amigo nunca mais não não
Meu coração ferido
Nunca foi proibido
Agora, por favor!
Eu quero ser o seu amor, oh!Oh!!
Eu quero ser o seu amor!
Tua pele, teu querer
Teu sorriso, teu sabor
O universo, eu e você
só quero seu amor
seu amor...ohh
eu quero ser o seu a a amor.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Apaixonada por você - Wanessa Camargo

Tento ser, como eu ser.
Você chegou e eu descobri a paixão
Foi de repente, mexeu no coração
Você me toca, eu já não posso parar
Não vejo a hora, eu quero te encontrar
Obrigada, agradeço a Deus
Esse amor entre você e eu
Apaixonada sei o que me deu
Foi um anjo que chegou na hora certa
Um cupido me acertando a sua flecha
Amor, amor, amor
Se é isso que se chama amor
Eu tô, eu tô, eu tô, apaixonada por você (3x)
Se é isso que se chama amor
Eu tô, eu tô, eu tô
Apaixonada por você
Apaixonada por você iê, iê, iê, iê (2x)
Você me deixa louca só com o olhar
E quando fala tem mistério no ar
Você faz charme, mas não pode esconder
Nasceu pra mim e eu nasci pra você
Obrigada, agradeço a Deus
Esse amor entre você e eu
Apaixonada sei o que me deu
Foi um anjo que chegou na hora certa
Um cupido me acertando a sua flecha
Se é isso que se chama amor
Eu tô, eu tô, eu tô, apaixonada por você
Tem que ser com você
Com você pois eu quero
Com você tem que ser
Com você.
Se é isso que se chama amor
Eu tô, eu tô, eu tô, apaixonada por você
Se é isso que se chama amor
Eu tô, eu tô, eu tô, apaixonada por você (3x)

A força da paixão - Wanessa Camargo

Deus fez a terra e o mar
O céu e o sol pra brilhar
Eu e você e o amor pra gente se amar
A chuva que molha o chão a força dessa paixão
Que alimenta o teu e o meu coração
E mandou você pra mim
sonho que não vai ter fim
Te amo, te quero, pra sempre
Nosso amor é lindo demais
E a mágica do prazer
Me prende a você
Que tanto bem me faz, que mais posso querer?
Deus fez a terra e o mar
O céu e o sol pra brilhar
Eu e você e o amor pra gente se amar
A chuva que molha o chão a força dessa paixão
Que alimenta o teu e o meu coração
E mandou você pra mim
sonho que não vai ter fim
Te amo, te quero, pra sempre
Nosso amor é lindo demais
E a mágica do prazer
Me prende a você
Que tanto bem me faz, que mais posso querer?
Que tanto bem me faz, que mais posso querer?

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Luz na escuridão


Abre a tua alma, saem raios de luz dentro de ti. Consegues vê-los? Não?! … procura o escuro, lá verás a tua luz, pois deixas-te ofuscar pela luz do dia que não permite que te encontres.
Estás no escuro e não vês raios de luz?? 2 perguntas, já encontraste a tua alma? Já a abriste e deixaste-te inundar de vida, amor, plenitude?
Sentes-te perdido na escuridão? E a luz do dia ilumina-te verdadeiramente? Ou também vives perdido na luz do dia?
Espero que aqui possas encontrar uma ajudinha para despertar a tua energia, a tua luz, a tua alegria, a tua plenitude. Sim despertar, a tua luz apenas está adormecida.
Espero ainda que deixes aqui a tua luz, mas é um desejo sem obrigação, pois saberás que ser livre é escolher um caminho… partilhar a luz é um prazer.
Eu por aqui vou partilhando o que há na minha escuridão ou desafiando-te para descobrires o que há na tua.

Quero-te longe, bem perto de mim

Acordei a pensar em ti, senti o pulsar do teu coração, o teu cheiro invadiu o meu nariz, não estavas perto nem longe, estavas em mim.
A tua presença é uma doce recordação, guardo-a com carinho, ilumina-me o espírito, faz-me pensar como tudo poderia ter sido, se o rumo fosse outro, no entanto não quero mais nada contigo, seria estragar a imaginação do que não vivemos e a ilusão do que vivemos, mas o que vivemos nós afinal? Nada, não vivemos nada, nada em comum...
Devemos viver de recordações e suposições ou arriscar a viver os ventos da aventura e os sabores inigualáveis que o presente pode ganhar, sabendo que podemos ter uma grande (des)ilusão?

Necessidade de mudança

Muitas vezes gostamos de sonhar com a nossa mudança, mudar hábitos, dar maior sentido e profundidade à nossa vida.
Entretanto o tempo passa e quando damos conta já estamos absorvidos pelas rotinas de sempre, pelo lufa-lufa que nos esgota numa superficialidade absurda.
Ok, não é motivo para desesperar, mas para agir. Ok vamos nós pensar, mais uma vez não vai dar em nada…
O sonho fala uma língua universal que nada apaga, que ninguém cala e que jamais alguém conseguiu destruir!

Interrogando

No nosso caminho, para evoluirmos e crescermos buscamos muitas vezes respostas, são elas ou a ausência delas que moldam o trilho que acabamos por seguir. Isto coloca o cerne da questão, não nas respostas que se obtêm, mas nas perguntas que se fazem, porque de nada serve uma resposta certa, para uma questão errada. De que me adianta saber o caminho para o Porto se quero ir para o Algarve?

A angústia da perfeição

Exigimo-nos a perfeição, criando uma revolta, uma grande insatisfação quando erramos.
Claro, queremos manter o nosso brio, fazer jus à nossa qualidade seja enquanto profissionais, filhos, pais, companheiros, amigos, desportistas,… Queremos ser infalíveis, pessoas que retiraram do dicionário a palavra “erro”.
Mas porquê tanta implicância com algo que por vezes é tão mínimo (os erros)? Conseguiremos ser objectivos ou subjectivos o suficiente para aceitarmos que não fazemos nem temos que fazer tudo bem? Seremos capazes de avaliar até que ponto seríamos mais felizes se não tivéssemos errado? De que forma ficam comprometidos os nossos objectivos de vida, profissionais ou pessoais?Porque é que colocamos como limite mínimo, a perfeição e não como limite máximo?

domingo, 7 de dezembro de 2008

Mau humor em stand-by

As coisas mudaram... Vamos a ver até quando...
Não quero chatices, não quero problemas... Apenas quero que as coisas estejam bem...
Vamos a ver até quando se consegue manter as coisas assim...

Versos Mudos


Sei que já tentei de tudo
Sei que já não quero mais lembrar
Só não sei como dizer pra mim
Toda vez eu me pergunto
Quem será que pode completar
Esses versos mudos que escrevi
Pra tentar me convencer
Que eu consigo sem você
Respirar enfim, um momento só pra mim
E deixar, a vida acontecer
Aos poucos vou reconstruindo
Aos poucos tudo volta pro lugar
Escutando a alma dizer que sim
Nesse mundo desatino
Espero a nova rima me encontrar
Nesses versos mudos que escrevi
Pra tentar me convencer
Que eu consigo sem você
Respirar enfim, um momento só pra mim
E deixar a vida acontecer...
Respirar enfim, um momento só pra mim
E deixar a vida acontecer...


Na verdade estas palavras não são minhas... Mas reflete um pouco daquilo que eu sinto quando tu me vens ao pensamento... Seria bem mais fácil se nunca te tivesse conhecido...
Não, eu não quero sentir o que sinto... Tu não és quem desejo, não é uma pessoa assim que quero para mim...
Que estou eu para aqui a dizer...
Gosto de ti... Mas não quero gostar...
E tu, como estás? Já soube que perguntaste por mim... Eu vou andando... Nunca se está bem... E tu bem sabes o que eu estou a dizer...
Será que descobriste que a vida que levavas era de verdade uma vida fútil e que todos aqueles que chamavas de amigos são na verdade pessoas que tu não conheces?
Não quero ser cruel... Mas tu é que escolheste a vida que tens agora... Podias ter optado por ser feliz a longo prazo, mas preferiste ser rebelde, viver somente o momento, envolvereste com pessoas que nunca te deram verdadeiro valor...
Mas quem sou eu para te estar a julgar... Nunca te disse o que sentia... Mas para quê? Para ser ridicularizada? Nunca fui como as pessoas com quem te envolvias... Essa talvez tenha sido a razão porque nunca olhaste para mim, com olhos de verdade.
Gosto de ti apesar de me dizer a mim mesma que isso não é verdade. Gosto de ti apesar de dizer aos outros que já não o sinto. Gosto de ti, mas de que me adianta?

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Culpa minha?

Que mau humor... Mas agora eu é que sou a culpada?
Talvez eu ande mais intolerante, mas ainda assim a culpa não é minha, ou será que é?
A única coisa que eu sei é que se as coisas "andassem" nada disto acontecia.
A verdade é que também sei que há coisas que supostamente são banais, mas que agora me irritam...
Nunca fui dado a confusão, pois o barulho é coisa que me irrita profundamente, mas também é, por outro lado e de forma contraditória, verdade que gosto de estar rodeada de pessoas, pessoas que gostam de mim.
Bem, espero que as coisas melhorem, e o resto é treta :p
Talvez as férias me façam ficar menos intransigente... E quanto a ti, vê lá se também melhoras esse feitiosinho que também não estou disposta a aturá-lo por muito mais tempo.
Bem, e com isto, entre dois fins de semana grandes... Maravilha! Este passado, fiquei por Bragança, longe de ti e do teu mau humor... Passou tão rápido :) E o próximo vou à Trofa. Amigos, saudades a serem "matadas" Lol :)
Ah, verdade, o Rodolfo e a Cleo vieram cá passar uns dias, espero que esteja tudo bem! Este fim de semana vou aproveitar para estar com eles e matar as imensas saudades... Amigos, Adoro-vos :) Ah, o "cá" referia-se a Portugal, pois para quem não sabes eles estão a viver em Londres. Vamos a ver as novidades que me trazem :) Ansiosa!!
E com isto... Frequência de Bioquímica I, último assunto a ser tratado hoje :) lol ...
Foi hoje, correu bem :) E eu com tanto receio... É oficial... A gravidez modifica uma pessoa... No ano passado a profe não era assim... Este ano, com uma barriguinha fofinha (sim, porque todas as barrigas de grávidas são fofinhas!!), está mais simpática, mais atenciosa... E a frequência era muito acessível :)
E assim sendo... Oficialmente de férias, ou não, pois tenho um trabalho para entregar dia 5, e até dia 19 podem surgir mais trabalhos :( Mas o que interessa é que frequências agora só em Janeiro... E tudo há-de correr bem... Espero eu :)
Bem... vou aproveitar para fazer as coisas que deixei para trás para poder estudar, tais como passar a ferro e colocar a matéria em dia...
Beijinhos a todos e... até breve (espero eu!!)

sábado, 29 de novembro de 2008

Boa noite :)

Com o mês a terminar, e um novo a começar...
Caí na realidade de que cada vez falta menos para dia 1 de Fevereiro... E foi como se tivesse desabado o mundo...
Mas não vou falar sobre isso... Pelo menos hoje não...
Chega... Já basta o quão difícil é sobreviver sem dinheiro para comer, quase... Tudo porque há pessoas que não cumprem com os seus deveres e ainda gozam com as pessoas...
Mas isso também é um assunto que não vou adiantar...
Vim apenas por uma última vez, hoje, para vos desejar.....

Só para ti amiga


Dedico a uma amiga em especial que sempre esteve ao meu lado nos momentos em que mais precisei... Graças a ela (e à Paty) a minha estadia por Bragança tem sido suportável... É ela (e a Paty) o meu grande apoio por cá...

Revelou-se na altura em que eu mais precisava de um ombro amigo e desde então nunca mais me abandonou... A ela quero dedicar este post... Este cantinho recheado de amizade, alegria e orgulho... Sim amiga orgulho... Orgulho-me de ser tua amiga e orgulho-me ainda mais de ter uma amiga como tu... És única... Eu sei e espero que tu também o saibas...
Tu és única, Tu és especial, Tu és tu...
E para mim isso basta-me...

Amigos minha vida :)



E porque nunca é demais...

E porque errado é ficar calado...

E porque a vida não faz sentido sem vocês...

E porque sim...


Queridos Amigos,
Este post é dirigido a vocês porque são vocês que me socorrem nos momentos em que me encontro mais em baixo ou quando estou numa alegria tão contagiante que nem se aguenta. Ahahahahah. Para vocês devo tudo, o meu amor, o meu carinho, a minha dedicação, simpatia e tudo mais o que desejarem porque vocês merecem. Realmente merecem. Nesta minha vida já passei por muitas coisas principalmente más ainda por cima neste ano que tem sido simplesmente horrível e muito triste e mau ( axo que um dos piores da minha vida até agora) e se ainda estou de pé a vocês o devo.
Saber que se tem amigos assim é do melhor que pode haver. Vocês são tudo para mim e fazem parte da minha família e já sabem que sempre que precisarem de mim vou estar sempre aqui de braços abertos para vocês. Adoro-vos a todos!


E quem me considera sua amiga ou se considera meu amigo pode dizer de sua justiça...

Neve cá por cima

E hoje nevou :)

Olhei por várias vezes para a janela esta manhã... Pois estava nublado... Qual não é o meu espanto que após uma série de vezes vejo flocos brancos cairem do céu... Uma imagem surreal... Mas era real :) Estava a nevar :)

Após o almoço eu e a Paty fomos até ao café com o intuito de tirar fotos e aproveitar um pouco esta imagem magnífica... Assim foi...

Que ceninhas :)

Depois do café e de outras coisas mais apareceram as Cátia's... E pronto... As crianças divertem-se a brincar na neve... Parece que nunca viram :) Eu incluída, claro...

A casa que fica de frente ao meu quarto fazia-me lembrar as casinhas das imagens das historinhas de natal... Toda coberta de neve e as árvores sem folhas mas sobre um manto branco... Estava lindo :)

Digam lá que esta imagem, este cenário não é simplesmente lindo :)

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Um dia vazio

Bem... Penso que não tenho nada a contar, ou por outra até talvez tenha... E muita coisa... Mas a verdade é que além de não ter muito tempo também não estou com muita paciência hoje...
Por outro lado, não sei bem o quê nem porquê, mas ultimamente tenho-me sentido muito sozinha... Talvez seja esse um dos motivos porque me sinto tão estranha...
Enfim... Seja como for, fico por aqui... Pelo menos por hoje... E vamos a ver...
Tento que estudar, tanto que fazer... E tão pouco tempo... Tão cansada...
O que vim cá fazer hoje foi apenas dar um beijinho a todos e todas que vêm visitar-me regularmente à espera de notícias e post novos meus...
Beijinhos....

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Abelhitas fofitas

Palavas para quê?
Achei-as tão engraçadas...
A verdade é que abelhas é uma imagem que não é comum no pensamento de uma pessoa, mas digam lá que estas não valem a pena?
Quem consegue resistir?
Aposto que já estás a imaginar algo para fazer com estas imagens. Errei?! Claro que não :)







Não passou de um sonho "bom"

Esta noite tive um sonho muito estranho... Não o vou contar, pois engloba um tio e uma história que não pretendo expor... Mas uma das personagens era a minha mãe... Única parte boa da história... Encontramo-nos e demos as mãos... Gesto esse tão usual em nós e que eu adorava... E sei que ela também... Era, talvez, a minha forma de lhe mostrar o quanto a amava... Lembro-me de sentir saudades desse gesto, se sentir a mão quente dela, do nosso sorriso... Mas lembro-me principlamente de pensar que faltava pouco para que voltasse a estar com ela e podermos repetir esses pequenos gestos que davam valor e sentido à minha vida... Só depois, só depois do sonho virar pesadelo e de eu acordar é que percebi que nada daquilo era nem seria real... Então fiquei melancólica...
Custa cair na realidade... E lembrar que as coisas que mais gostamos, que mais queremos jamais voltarão a repetir-se... Como dói...
E com isto o dia 1 está aí a chegar... Faz 9 meses que a minha mãe faleceu... 9 meses... Tanto tempo... E ao mesmo tempo nenhum... Não sei como tenho feito para me aguentar... Talvez por ti, talvez por vós... Talvez por ti minha mãe, talvez por vós minha mãe e meu irmão... Amo-vos mais do que tudo na minha vida...

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Pequenas doçuras

E quem não gosta desta gatinha tão fofinha?
Pois, eu imaginei que ninguém conseguiria resistir a tal fofura :)
Usem e abusem... Divirtam-se por entre agulhas e linhas...



Sonhando Vivendo

Bem, pessoal... Entrou em vigor o meu novo blog... O tal das histórias...
Para quem quiser dar lá um pulinho é só clicar na barra lateral direita na secção Nuvem de Sonhadores, em Sonhando Vivendo...
No entanto continua em funcionamento o pedido de nomes para esse blog... Basta que me deiam a vossa opinião :)
Beijinhos

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Seguindo com a vida

Os inspectores vieram cá ontem e como já se suspeitava, realmente não dava para recolher provas.
Puseram-nos a par do que acham e até mesmo dum outro assunto que está inclusive resolvido (os assaltos na ponte e nas escadas do IPB no final do ano lectivo passado)...
Enfim... Após eles saírem, limpei o meu quarto de alto a baixo e modifiquei umas peças de mobília do quarto...
Fui com a Patrícia jantar a casa da Eliana. No total eramos 8 raparigas mais a irmã da Eliana que tem 8 anos e é muito fofinha :)
Foi um jantar divertido, pois são todas pessoas divertidas! Fez-me bem distrair um pouco :)
Neste momento estou cheia de sono... Mas ainda sinto o meu jantar... Não deveria deitar-me agora...
Amanhã de manhã são as limpezas e depois disso vai ser o fim de semana todo para estudar... Fim de semana este que será de 3 dias, porque na segunda não há aulas :) Por causa do desfile...
Hoje telefonei para a minha madrinha só para lhe dar um beijinho... Como estava a falar do telemóvel não podia falar muito, mas deveria ter perguntado se estava tudo bem... E até me esqueci... Mas estava com boa voz... Pelo menos gostou da surpresa de ouvir a minha voz :)
Esta noite voltei a sonhar com dentes... Desta vez não foi que me caía nenhum dente, mas que já não o tinha... Passava a lingua e sentia o espaço... Enfim...
Doiem-me os ombros... Preciso de uma massagem... Mas não tenho quem ma dê :( :p

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

Pós-assalto

Foi uma noite para esquecer... Não dormi grande coisa, mas pior e muito pior do que eu está a Patrícia, ela é que não dormiu mesmo nada...


Quando estavamos na polícia a "prestar declarações" a Patrícia disse que nós pensavamos que se calhar era alguém que nos andava a observar e que sabia os nossos hábitos e rotinas. Eles disseram algumas coisas que me ficaram na cabeça tipo "A ocasião faz o ladrão" e "Porquê vocês?", sendo esta para mim a mais forte... É preciso que se saiba que apenas a Patrícia sabia que eu tinha cá em cima os anéis. E ela estava comigo. Eu ponho as minhas mãos no fogo por ela!! A verdade é uma, eu até ficava "mais descansada" se descobrisse que tinha sido alguém conhecido, porque pior do que o roubo em si, para mim é a sensação de que entraram no meu quarto, de que mexerem não sei em quê... Enfim...

Os senhores agentes (dá-lhe graxa...lol) foram prestativos - lá isso foram! - e disseram tudo o que pensavam... ou o que interessava dizerem...

Ficaram com o meu número para me telefonarem hoje de manhã... Confesso que pensei "telefonar para quê se não há nada a dizer?"... Mas a verdade é que telefonaram mesmo e hoje à tarde vêm cá pelas 16,30h. Vamos a ver o que dizem.

Eu avisei-os ontem de que já tinha remexido o quarto... Pois a primeira reacção quando se sabe que se foi assaltado é ver se falta mais alguma coisa... Além de que eu pedi à Patricia que me ajudasse a procurar os anéis, não fossem eles, sei lá como, terem caído sem eu dar por isso e daí eu não os encontrar...

Ainda me lembro do pânico que senti quando abri a caixa e ela estava vazia... Tinha achado dois dos anéis no sábado... Pois pensava que os tinha perdido - na Trofa... E agora, assim, de repente... Fiquei mesmo sem eles... Enfim... Embora não seja muito por aí...

Como estava a dizer, ontem quando estava na polícia, disse que já tinha mexido nas coisas (fazendo descrição das coisas) e eles acabaram por dizer que assim sendo não valia a pena virem cá a casa tentar recolher provas... Mas a verdade é que me telefonaram hoje... A dizer que vêm cá durante a tarde...

São neste momento 13h, mas só à tarde, depois dos agentes virem cá é que vou postar este post...

Nunca me imaginei numa situação destas... É tão estranho... É uma sensação de vazio e "medo"... Qualquer barulhinho, por mínimo que seja... É motivo de alarme... Enfim...

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Assalto quase disfarçado

Como é possível...

Não tinha aulas à tarde, mas a Patrícia perguntou se queria ir tomar café com ela e depois ir à papelaria tirar umas cópias... Disse-lhe que se não tivesse vergonha de ir comigo, indo eu de fato de treino, que ia na boa... Claro que tudo na brincadeira!
Lá fomos nós... Divertidas...
Ao chegarmos a casa brincamos com a situação das portas dos nossos quartos (meu e da Patrícia) estarem abertas - e nós tinhamos deixado as portas fechadas (erro: apenas batidas, não fechadas à chave)... Achamos realmente estranho elas estarem abertas, mas pronto... Demos uma vista de olhos aos nossos quartos e não faltava nada... Portáteis em cima das secretárias, tv's, impressoras, máquinas fotográficas e calculadoras... Tudo no sítio... Que coisa mesmo estranha estarem as portas abertas... Mas vá...
De repente lembrei-me de ir dar uma vista de olhos na minha cómoda. Aparentemente tudo no lugar... De repente reparei que a caixinha onde eu tinha os anéis de prata estavam com o "fecho" aberto. Ia para fechar e lembrei-me de a abrir... Foi então que vi... Ou melhor, não vi... Faltavam os meus anéis de prata... Fui logo ao quarto da Patrícia e só me saiu... "Patrícia, fomos mesmo assaltadas"... E comecei a chorar... Já estava um pouco nervosa... Mas aí foi o caos... Nervosa era favor... Eu estava praticamente em pânico... Tinham entrado em nossa casa... Estava confirmado.
Lembrei-me de ir a uma outra caixa e lá estava tudo... Não reparei que me faltavam também os óculos de sol, mas o meu inconsciente reparou. Telefonei logo para o meu irmão a contar tudo o que aconteceu e foi então que falei sem pensar nos óculos de sol... Os óculos de sol eram o de menos... Mas era um reforço da ideia.
Bem... Passei a tarde enfiada no quarto da Patrícia sem ter muita coragem de entrar no meu quarto, entrava apenas o tempo suficiente para fazer o que tinha a fazer e enfiar-me novamente no quarto da Patrícia.
Tentamos telefonar umas quantas vezes para a senhoria, mas ela não atendia. Quando tentei para o marido, ele atendeu e eu expliquei-lhe o que se tinha passado. Estavam na aldeia, mas que dentro de 1 hora estariam cá... Assim foi...
Fomos à polícia apresentar queixa e pronto... Assim foi a minha tarde de hoje...
Agora, são 21.41h e estou eu no quarto de quem... Imaginem... Da Patrícia! E vou cá dormir esta noite...
Não consigo imaginar dormir no meu quarto depois do que aconteceu... Impressão de que lá andaram sei lá por onde e tal... Ai vida... Amanhã quero limpar o meu quarto todo... Ainda hoje de manhã fiz isso... Enfim...
Bem... Continuo sem ideias para o blog das histórias...
Contudo não tenho cabeça para pensar em nada... Por tal... fico por aqui...

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Histórias...

Sempre fui muito conservadora quanto às minhas histórias... Digamos que eram minhas, só minhas... Mas a verdade é que sempre tive medo de as expor... Chegou a altura de perder essa vergonha... Não, não vou editar nenhum livro tal como os meus amigos tentam convencer-me a fazer... Continuo sem me sentir preparada, sem ter coragem... Mas decidi criar um novo blog onde poderão aceder às minhas histórias... Vou tentar manter o blog sempre actualizado e sempre que o fizer vou anunciando aqui... Para acederem ao blog em questão - o das minhas histórias - só têm de clicar na zona Nuvens de Sonhadores em ... Bem, na verdade não me surge nenhum nome aliciante...
Coloco aqui uma proposta... Enviem-me opiniões sobre como se deve chamar esse blog...
Quem ganhar terá uma surpresa...
Ajudem-me... Vá lá...

Meu blog...

Olá uma vez mais :p
Como funciona isso de apadrinhar um blog?
Alguém me sabe dizer?
É que o meu blog não está apadrinhado e gostava de saber tudo sobre isso...
Para que serve isso?
E como se faz para apadrinhar e ser apadrinhado?
Enfim... Tudo... Tudo mesmo...

Já agora, à medida que o tempo vai avançando, os sonhadores vão sendo cada vez mais... E por tal razão, estamos a entrar nos 8000... Tenho então uma proposta para vos fazer... Quem for o sonhador 8000 só tem de fazer Paint Screem sobre o número e mandar para o meu mail...
De imediato receberá um prémio feito por mim...
Poderá ainda escolher um livro ou algo bordado...
Boa sorte :)

Beijinhos

Regressando a 10 de Setembro


Foi um dia cheio de emoções...
Este belo ramo de rosas foi-me oferecido pelos donos do restaurante onde algumas vezes vou almoçar ou jantar...
Nesse dia, 10 de Setembro, fui lá almoçar com dois irmãos amigos meus...
E os donos do restaurante fizeram-me algumas surpresas como: um dos meus pratos preferidos especialmente e unicamente para mim, um bolo feito pela dona!, o ramo de flores e uma música nos discos pedidos da Rádio Trofa... :p
Pode não parecer nada de especial... Mas foi algo muito bonito para mim, muito especialmente porque este ano não pude contar com a presença mais especial que poderia ter para mim... A minha mãe... No entanto, este belo ramo foi a lembrança mais bonita que eu poderia encontrar para que a minha mãe não estivesse ausente. Como? Fácil... Oferecendo-o a ela... Como que um obrigado por tudo o que ela fez e continuará a fazer por mim, embora que não directamente...
E com isto lá estou eu a ficar lamechas :p Por tal, fico por aqui...

E mais um gráfico bonito


E já sabem... Bordem muito :)

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Cartas a ti...

Bragança, 07 de Março de 2008, 21h
Mãe, não consigo explicar este vazio que há em mim. É como se o meu passado simplesmente não tivesse existido. Sinto medo, medo pela minha vida ter virado "oca", medo por poder vir a esquecer que não foste apenas um sonho bom, medo por um dia poder não ser uma mãe tão maravilhosa como foste...
Tenho 25 anos, mas é como se voltasse a ser pequenina e precisasse do teu colo. Porque tinha Deus de te chamar? Não. Desta vez ele enganou-se. Não estava na tua hora. Não estava.
Tento manter a minha cabeça ocupada para não pensar muito, mas não há um minuto em que não me lembre de ti.
Desde que Deus te levou que parece que Ele levou os meus sentimentos por ti e as minhas lembranças. Na verdade sei que possuo ambos, mas parecem estar tão distantes que me fazem ter medo, medo de te poder esquecer. Sim, eu sei que isso é impossível, mas isso não atenua a minha dor.
Amo-te.
Bragança, 09 de Maio de 2008, 14h
Há dias em que, confesso, não me conheço. Parece que páro no tempo. Não que vá buscar alguma recordação, apenas com o pensamento em branco. De repente lá apareces tu e eu percebo que a falta que vais fazer na minha vida é pior do que a já estás a fazer. Infelizmente tinhas razão quando dizias que quando morresses iamos sentir a tua falta, mas enganavas-te ao dizer que só aí te iamos dar valor, pois esse sempre to dei... Sempre foste a pessoa mais importante da minha vida, mas acho que tu foste a única que nunca me ouviu dizer isso. Sofria quando tu sofrias, talvez mais do que aquilo que alguma vez pudesses imaginar; e sofria por ti, pior do que tudo... fazia-te sofrer, mas sofria também. Nunca foi minha intenção magoar-te de verdade, mas quando o fazia, acredita que também me doía; embora eu não tivesse coragem para pedir desculpas pessoalmente, pedia-te só para mim... Sei que o devia ter dito a ti, mas tu conhecias-me...
Como sinto falta de tantas coisas que não te fiz... Nunca fui pessoa de demonstrar o quanto te amava, abraçar-te, beijar-te... Oh, não chegamos a acampar... Não chegamos a fazer uma série de coisas... Tentei mostrar-te como gostava de ti ao passarmos as férias juntas, sozinhas... No fundo, eu sei que tu sabias que eu gostava de ti. Mas isso nunca será suficiente para mim... Porque tu nunca me devias ter deixado... Nunca... E se hoje eu choro, mãe, choro com dor por não ter feito mais por ti e por não te ter pedido desculpas quando devia nem ter dito que te amava... Para nós o tempo acabou. Não há mais o amanhã, apenas o "ontem"... Apenas recordações. Não me sinto forte, nem tão pouco sou forte. Sinto que perdi uma parte de mim... Onde andas tu? Dá-me força, dá-me coragem, dá-me vontade, dá-me ânimo, dá-me garra, dá-me ânsia de mais...
Amo-te.
Bragança, 10 de Outubro de 2008, 21.30h
Mãe, o dia 1 de Novembro está a chegar... O dia em que passado 9 meses nos trará com força abundante a triste lembrança da dura realidade... Não consigo imaginar como será esse dia... Sei apenas que se hoje dói... Nesse dia doerá... A dor será algo que se perpetuará para sempre no meu coração... Talvez um dia eu aceite, mas para já não. Não dá.
Preciso de ti, tu sabes e Deus também... Então porque é que ele te levou para longe de mim? Para que eu ficasse de vez sozinha neste mundo? Eu sei que fiz muitas coisas erradas na minha vida, mas nada se comparava ao imenso e eterminável amor que eu sentia e ainda sinto por ti...
Quando estava em Izeda, o nosso grupo foi a uma missa de 3º dia do tio de uma colega nossa... O pai dela subiu ao ambão e de entre tantas coisas sentidas que ele disse, eu retirei algo que me comoveu e que me fez chorar ainda mais.
Deus é como nós. Nós gostamos de ter a nossa casa enfeitada com as flores mais bonitas do nosso jardim. Ele também. Então, vem à Terra colher as suas flores mais bonitas para que lhe enfeitem a Sua casa.
Tu, mãe, tu foste uma das flores que Ele colheu... Não posso ser egoísta ao ponto de te querer apenas para mim... Mas só eu sei o que me custa...
Eu sei que também tu perdeste tua mãe muito cedo, também sei que como eu sofreste, mas eu só te tinha a ti... Será que não dá para perceber? Tu eras a flor mais bela do meu jardim... Nenhuma outra se iguala à tua beleza...
Desculpem os meus amigos se se sentirem ofendidos, não é com essa intenção... Mas se são mesmo meus amigos, então sabiam/sabem que a minha mãe era a minha melhor amiga, que para mim ela estava sempre em primeiro lugar...
E com isto as lágrimas correm... Mas porquê? Qual a ligação entre uma lágrima e a tristeza e dor que sentimos?
Pedir para te ver mais uma vez é impossível... E eu não me contentaria com uma vez mais, apenas... Queria-te para todo o sempre...
Sei que é normal... Mas custa-me aceitar isso... Custa-me aceitar o facto de a tua lembrança ser-me praticamente impossível... Lembro-me de ti e de situações, mas não me lembro propriamente de ti... Não sei se me consegues entender... A tua cara, as tuas feições, o teu sorriso... Já não são lembranças nítidas, percebes? Então dói... Dói o facto de não te voltar a ver, de lembrar o passado e pior ainda de essas lembranças não serem claras, de parecerem irreais, de quase não me lembrar de ti (físico)... Lembro todas as tuas feições... Mas não consigo ter uma "foto" tua no meu pensamento... Percebes? É quase como se me forçasse a idealizar a tua pessoa no meu pensamento...
O físico termina... Fica o espírito...

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Sorriam...


Mudança de visual

Pois é... Houve uma mudança de visual... No blog...
Após tanto tempo sem sofrer qualquer tipo de modificações (desde que criado), chegou o fatídico (ou não) dia...
Vamos a ver quanto tempo se aguenta este blog com este novo visual... :p

domingo, 28 de setembro de 2008

Pontinhos da Paty...


Pois é...
Mais um blog que podem visitar... Basta irem à barra do vosso lado direito e clicarem em Pontinhos da Paty...
Beijinhos

ABBA

Para mim, músicas sem igual...

Lay All Your Love On Me
ABBA

I wasn't jealous before we met
Now every woman I see is a potential threat
And I'm possessive, it isn't nice
You've heard me saying that smoking was my only vice
But now it isn't true
Now everything is new
And all I've learned has overturned
I beg of you
Don't go wasting your emotion
Lay all your love on me
It was like shooting a sitting duck
A little small talk, a smile and baby I was stuck
I still don't know what you've done with me
A grown-up woman should never fall so easily
I feel a kind of fear
When I don't have you near
Unsatisfied, I skip my pride
I beg you dear
Don't go wasting your emotion
Lay all your love on me
Don't go sharing your devotion
Lay all your love on me
I've had a few little love affairs
They didn't last very long and they've been pretty scarce
I used to think that was sensible
It makes the truth even more incomprehensible
'Cause everything is new
And everything is you
And all I've learned has overturned
What can I do
Don't go wasting your emotion
Lay all your love on me
Don't go sharing your devotion
Lay all your love on me

Our Last Summer
ABBA

The summer air was soft and warm
The feeling right, the Paris night
Did it's best to please us
And strolling down the Elysee
We had a drink in each cafe
And youYou talked of politics, philosophy and I
Smiled like Mona Lisa
We had our chance
It was a fine and true romance
I can still recall our last summer
I still see it all
Walks along the Seine, laughing in the rain
Our last summer
Memories that remain
We made our way along the river
And we sat down in the grass
By the Eiffel tower
I was so happy we had met
It was the age of no regret
Oh yes
Those crazy years, that was the time
Of the flower-power
But underneath we had a fear of flying
Of getting old, a fear of slowly dying
We took the chance
Like we were dancing our last dance
I can still recall our last summer
I still see it all
In the tourist jam, round the Notre Dame
Our last summer
Walking hand in hand
Paris restaurants
Our last summer
Morning croissants
Living for the day, worries far away
Our last summer
We could laugh and play
And now you're working in a bank
The family man, the football fan
And your name is Harry
How dull it seems
Yet you're the hero of my dreams
I can still recall our last summer
I still see it all
Walks along the Seine, laughing in the rain
Our last summer
Memories that remain
I can still recall our last summer
I still see it all
In the tourist jam, round the Notre Dame
Our last summer
Walking hand in hand
Paris restaurants
Our last summer
Morning croissants
We were living for the day, worries far away...
[fade]

Não me vês...


De repente quando todos estão distraídos, quando estão preocupados com outras coisas, todos resolvem virar as costas ao amor, o amor que nos salva de muitas e muitas ilusões da vida, arrependimentos e até mesmo desgostos de outros amores... Quando todos esperam que o seu verdadeiro amor apareça, todos se esquecem que pode ser naquele segundo que o amor vire a esquina para dizer uma simples 'olá'...

Não me falas, não me ligas, nem sequer pensas que eu existo, mas sim eu existo na tua vida.
Não tens sentimentos? Onde andas tu? Porque me ignoras?
Eu quero ver a tua vida, eu quero acompanhar o teu dia a dia, eu quero seguir-te no coração, eu quero, quero e quero...

Acho que a vida é cruel, pode não ser mas a idade parece que faz força em não compreender, parece que faz força em ficar triste e chorar até ao dia seguinte de manhã, até te ver...

Vários títulos...

Sorrir faz bem à alma...
Mesmo cansada, mesmo estoirada o sorriso no rosto premanece, a alegria por viver continua... mesmo chateada e triste, mesmo com vontade de por alturas ir embora, a boa disposição continua...Mesmo sem tempo, dou cá um 'pulinho', para vos desejar uma boa semana!
Não deixes fugir... o passado...
Amanhã pode ser muito tarde, para dizeres que amas, para dizeres que perdoas, para dizeres que queres tentar de novo, para pedires perdão...
Hoje penso em ti...
Hoje penso em ti como todos os dias o faço!
Apetece-me abraçar-te, beijar-te...
Tudo em ti era tão lindo, o sorriso, o olhar!
Só me apetece escrever e dizer coisas lindas sobre ti.
O teu jeito carinhoso de amares, a forma como olhavas para mim, as palavras que me dizias!
Tenho a agradecer-te tudo o que fizeste por mim, sem ti o que eu seria?
Um concha vazia que o mar esqueceu...
A desejar...
Chorar, sorrir, amar...
Tudo significa o AMOR, nunca deixes de amar nem que seja a última coisa que faças na vida!
Não deixes o AMOR se afastar de ti por nada, luta sempre com todas as tuas forças, o AMOR tem que estar sempre presente na tua vida!
Voar e sonhar...
A minha alma é um poço fundo cheio de segredos, amores proibidos e sofrimentos...
Queria que nada fosse assim, queria que tudo mudasse...
Voar nos meus sonhos, continua a ser o meu objectivo de vida, porque sem sonhar não se vive!
Sonhem muito...
Sorri...
Sorri hoje e amanhã...
Sorri porque amas, ou simplesmente porque sofres...
Sorri por ti, e pelos outros...
Sorri porque sim, ou sorri porque não...
Sorri eternamente!
Sonho de menina...
Eu queria ser uma princesa, eu queria ser a tua princesa.
Eu não sou nenhuma princesa, eu não posso ser nenhuma princesa...
E choro por isso, sofro com a ausência da princesa em mim...
Será que não pode ser apenas mais um sonho de menina?
Não o poderei vir a realizar, a tê-lo só para mim, dentro do meu aconchego!?...
Eu quero ser uma verdadeira princesa!
Uma simples palavra...
A vontade que vem de mim, esta vontade tão grande de escrever, escrever tudo o que possa estar na minha cabeça, dizer palavra por palavra e escrevê-la sentindo-a... Sabe tão bem!
Sabe bem!
Gosto de escrever, por vezes mesmo estando triste, gosto, acho até que ainda me sinto melhor quando escrevo, é como se a tristeza fosse indo embora aos poucos, como se as nuvens escuras do céu se transfomassem em sol brilhante e quente!
Mundo perfeito...
Gostava de fazer coisas imaginárias como as crianças o fazem, mesmo sanbendo que é mentira! Gostava de ter o poder sobre mim, como um rei tem sobre ele próprio!...
Se tudo fosse como eu quero, o mundo era prefeito, mas como temos que ser nós a fazê-lo de prefeito...

Barra de flores


Já há bastante tempo que não colocava cá nada relacionado com ponto cruz, como sabem, um dos meus passatempoos preferidos...

Pois bem, vou ver se não me esqueço de começar a fazer referência a isso mais vezes...

Para já aqui fica uma simples barra de margaridas... Espero que gostem...

Caso tenham algum motivo que gostassem de ter podem dizer-me... Se eu tiver, não me custa nada disponibilizá-lo...


Beijinhos



sábado, 27 de setembro de 2008

Primeiro fim de semana...

... do novo ano lectivo...
Qual o meu estado de espírito hoje?
Não sei bem... É mais um daqueles dias que existem porque têm de existir...
Primeira semana em Bragança... Balanço positivo...
Primeiro fim de semana em Bragança... Acontecendo...
E com isto esta primeira noite de sábado está a chegar ao fim...
E eu já estou com sono...
Se bem que pode-se dizer que pela hora para muitos está ainda a começar...
Não sei que dizer hoje e na verdade nem sequer me apetece dizer nada...
Eh eh... :)
Ah, comecei a fazer um quadro em ponto cruz... Após longos meses sem ter vontade alguma de pegar numa agulha, numa linha nem num pano... Enfim... Cá estou eu em Bragança sem nada para fazer e pronto... Lembrei-me, porque não? Mas ainda fiz muito pouco... Quando vou para pegar não tenho lá muita vontade... Mas quero fazê-lo todo... Não sei depois para que será, mas pronto...
Embalada pela música dos ABBA despeço-me com um beijinho enorme para todos os meus amigos...
Por falar em ABBA... Já foram ver o Mamma Mia? Não? De que estão à espera? Simplesmente o melhor filme dos últimos tempos... Experimentem levar os vossos pais e vão ver como uma lágrimazita ao canto do olho deverá formar-se... Simplesmente extraordinário... E divertidíssimo...
Beijinhos

domingo, 14 de setembro de 2008

Pedra Filosofal

Eles não sabem que o sonho
é uma constante da vida
tão concreta e definida
como outra coisa qualquer,
como esta pedra cinzenta
em que me sento e descanso,
como este ribeiro manso
em serenos sobressaltos,
como estes pinheiros altos
que em verde e oiro se agitam,
como estas aves que gritam
em bebedeiras de azul.

eles não sabem que o sonho
é vinho, é espuma, é fermento,
bichinho álacre e sedento,
de focinho pontiagudo,
que fossa através de tudo
num perpétuo movimento.

Eles não sabem que o sonho
é tela, é cor, é pincel,
base, fuste, capitel,
arco em ogiva, vitral,
pináculo de catedral,
contraponto, sinfonia,
máscara grega, magia,
que é retorta de alquimista,
mapa do mundo distante,
rosa-dos-ventos, Infante,
caravela quinhentista,
que é cabo da Boa Esperança,
ouro, canela, marfim,
florete de espadachim,
bastidor, passo de dança,
Colombina e Arlequim,
passarola voadora,
pára-raios, locomotiva,
barco de proa festiva,
alto-forno, geradora,
cisão do átomo, radar,
ultra-som, televisão,
desembarque em foguetão
na superfície lunar.

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida,
que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.
(António Gedeão, Poesias Completas)

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Mais um dia sem ti...

Oh mãe...
Tenho tantas saudades tuas...
Em vez de diminuirem parece que aumentam...
Esta dor que não passa...
Mas porquê?
Entre lágrimas de saudade e desespero aqui estou eu...
É tão injusto, mãe... Tão injusto...
Porquê?
Não, não tinha de ser...
Quem disse isso? Não tinha. Não devia.
Tu devias estar aqui...
Aqui comigo, com o Luís e com o pai...
Aqui. Aqui é que era o teu lugar...
Porque partiste?
Porque nos deixaste aqui... Sem ti.
Tenho tantas saudades das nossas conversas - conversas essas que não posso ter com mais ninguém... Mais ninguém...
Tenho tantas saudades dos nossos passeios, de andarmos pelas ruas de mãos dadas... Tu eras a minha mãe... Mãe... Onde estás? Porque não estás aqui? Aqui comigo...
Tu não podias ter partido. Não podias...
Que é da minha vida sem ti?
Estou rodeada de amigos... Mas faltas tu. Tu eras a minha melhor amiga. A única pessoa a quem eu contava tudo... Tudo o que não podia contar a mais ninguém...
Só tu sabias os meus maiores defeitos, os meus maiores pecados...
Só tu sabias as coisas que eu menos gostava, que menos suportava...
Só a ti eu podia contar que esta pessoa disse isto ou que aquela fez aquilo...
Não tem lógica contar essas coisas a mais ninguém a não ser a ti...
Mas agora não estás cá... Agora de que me adianta contar-te se não me vais responder?
Ainda me lembro daquele dia...
Aquele dia que nunca devia ter acontecido...
Lembro-me de tudo... Desde o momento em que acordei...
Aquela maldita sexta-feira de exame de Biofísica... Aquela bendita sexta-feira que me traria de volta a casa não só de fim de semana mas para uma semana de férias (embora tivesse de estudar)... Aquela sexta-feira em que recebi o jornal que oferecem à entrada/saída da estação de S. Bento... Aquela sexta-feira em que ao chegar a casa me disseste com um sorriso "Olha quem chegou!"... Estavas tu a começar a fazer o jantar... Arroz de marisco com polvo (visto tu saberes que eu não gosto de marisco)... Aquela maldita sexta-feira em que nos chateamos por causa da impressora. Aquela sexta-feira em que descemos eu, tu e o luís, juntos o elevador, todos com destinos diferentes... Eu ia ao café para depois ir para a capela pois tinha a oração do santíssimo pelos jsf; o Luís ia ao cinema com a Carla e a Beatriz; e tu ias à AltF4 por causa da impressora. Mal sabiamos nós que aquela sexta-feira nada tinha de normal... Que aquela sexta-feira ficaria para sempre nas nossas memórias... Que naquela sexta-feira os nossos destinos seriam mudados... Que naquela sexta-feira te perderiamos para sempre... Mãe... Aquela sexta-feira em que de manhã coloquei no exame a data de 31 de Janeiro de 2008, mas que era na realidade, sexta-feira 1 de Fevereiro de 2008...
E aqui estou eu... Como o coração ferido, cheio de raiva... Continuo sem aceitar a partida que Deus nos pregou. Continuo a não aceitar o facto de não te ver nunca mais na vida... Apenas tenho de me conformar que a vida é assim... Mas não aceito. Será que Deus não sabia que eu não conseguiria viver sem ti?? Nestes 7 meses eu não tenho vivido... Tenho apenas existido. Tu eras a minha luz, mãe... Tu eras tudo para mim...
Mas porque será que hoje me sinto tão fraca?
Porque tinha de vir tua lembrança tão forte ao meu pensamento e ao meu coração?
Porque não me largam estas lágrimas que me queimam por dentro?
Estou quase a fazer anos... Há 26 anos estava eu prestes a nascer... A tua alegria... Uma menina como desejavas... Desculpa ter-te feito sofrer durante todos estes anos... Mas era a minha forma de mostrar o quanto te amava... Eu sei que parece maluquice... Mas era em ti que eu descontava toda a minha tristeza, frustração... Era em ti que descarregava toda a minha raiva... Mas tu sabias que eu só fazia isso porque te amava porque senão nem sequer te falava... E agora, mãe? Como sobrevivo? Guardo as coisas todas para mim, palavras, gestos, acções e lágrimas... Tenho saudades de te abraçar, de te dar um beijo, de te ver sorrir... Simplesmente tenho saudades de ti...
De que me adianta estar aqui a tentar falar-te? Não me vais ouvir nem responder de qualquer forma... Por isso, para quê tudo isto? Bem, mãe... Adoro-te... Amo-te... E não o disse...

Apetece-me gritar... A dor é tão forte...

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Missionários em Izeda

Eheh! Cucu!
Surpresa!



Boa disposição, alegria e brincadeiras...

"Longe do mundo, mas perto de ti..."


Meditando...



Afecto, carinho...


Concentração, trabalho...



Deliciem-se com esta pequena amostra do que foi a nossa semana!


De baixo para cima, please!!!


Parapapapara... Parapapapara...
Somos a melhor semana do ano...
Somos a melhor semana do ano...
É Izeda, alé...
É Izeda, alé...
Parapapapara... Parapapapara...
É Izeda, alé...

Para sempre na memória... Izeda 2008

IZEDA 2008 - Ser Mais Solidário


Em Izeda viveu-se mais uma semana missionária, mas como sempre nada foi igual, e quer pessoas e experiências foram diferentes, com muita oração e animação se viveu uma semana com muita SMS.

Uma semana missionária são 10 dias,mas vivida em Izeda, de 8 a 18 de Agosto, parece 10 anos de amizades, companheirismo, benção e de missão sem fronteiras. 17 jovens vindos das várias regiões do país e o Padre José Sabença (para alguns Superior Geral) desempenharam um trabalho rico numa localidade que está situada no concelho de Bragança, mas que se alargou às paroquias do concelho vizinho, Macedo de Cavaleiros, como exemplo Talhas, Talhinhas e mesmo Gralhós.

Para além do habitual trabalho de semana com as crianças e os idosos, esta semana ficou marcada por uma MEGA iniciativa, que teve o apoio da Junta de Freguesia de Izeda, o concurso SMS Jovem. Para alguns SMS é Short Message System mas para os JSF é SER MAIS SOLIDÁRIO, e nesse sentido, todos os dias os jovens e crianças eram convidados a enviar uma SMS com uma frase dedicada ao tema do dia. No final do dia reuniam-se todos junto à Igreja para falar um pouco do tema em questão e conviver com os vários participantes e onde era anunciado o vencedor do dia que era rebiscado para a final. No fim as melhores frases poderam ganhar os 3 prémios, que cativaram a participação, uma Pen, uma Mp3 e um telemóvel.


Dias Santos

Com o mês de Agosto chegam os emigrantes e as habituais festas religiosas que ocuparam o tempo a todos os envolvidos nesta semana missionária. O padre Fernando Fontoura, pároco de Izeda, que tem a seu cargo 10 comunidades teve em todas elas festas a rigor, com missas animadas pelos JSF e muitas delas procedidas de procissões, com ponta e circunstância. A maior festa foi realizada no dia 15 de Agosto, dia da Nossa Senhora da Assunção, padroeira da Igreja de Izeda, onde como foi habitual depois das festividades religiosas houve almoço partilhado em casa de várias famílias.

Um dos pontos altos que os JSF viveram nos 10 dias, em termos religiosos, foi o terço missionário realizado nas ruas de Izeda, onde existiam 4 pontos de partida distintos na localidade e que iam dar à igreja, para espanto de todos, as ruas e a assembleia encheram-se de fieis para rezar o último mistério.

Ao longo dos dias este grupo de 18 aventureiros em Cristo presenciaram a uma média de duas eucaristia por dia e uma procissão diária, onde o ânimo e a fé eram vividos da mesma maneira.


Entre grades

Outras das actividades realizadas na semana de Izeda foi a visita ao Estabelecimento Prisional de Izeda, um local que por si só já é complicado. Para além das duas eucaristias realizadas que contou com presença de alguns reclusos que praticam a mesma fé que nós JSF, realizou-se ainda um encontro de formação a alguns prisioneiros, que puderam conhecer o nosso trabalho e saber mais um pouco sobre voluntariado missionário. No final houve tempo a algumas questões mais “acesas” que de pronto foram esclarecidas pelos JSF presentes deixando assim um sementinha em alguns daqueles corações que em tempos não tiveram a sorte ou a atenção devida.


Testemunho

Como autor desta mini-notícia, e membro deste movimento há muitos anos, tomo a liberdade de deixar umas pequenas palavras. IZEDA 2008 a minha quarta semana missionária realizada, depois de passados 3 anos da última, com uma Ponte no meio, esta experiência deixou-me marcas profundas como se fosse a primeira. Isto quer dizer que o tempo passa mas as experiências renovam-se é sempre bom fazer algo, que parece que já foi feito, nada é igual, e o FACTOR C (Cristo) encaminha-nos sempre para o melhor caminho temos é que estar atentos a ele.

Os jovens sem fronteiras ao longo destes 25 anos têm mudado muitas vidas, moldado-os, mas é através do Factor C que vamos caminhando nesta vida, tentando estar atentos ao que ele nos diz, sabendo que há partida ele vai nos colocar um obstáculo que vamos saber ultrapassar, e aqui entra a fé, a fé que em Izeda teve desde o primeiro dia, desde o dia de chegada em que não houve tempo se quer para arrumar as malas porque era hora de partir...

Bruno Máximo Leite (JSF do Mundo)

Izeda...

Semana Missionária - Izeda - 2008


Foi a primeira semana missionária que fiz e... É uma experiência para repetir...

Nós em grande estilo....



Sim, sim... Subi e depois desci estas escadas que dão acesso ao cimo do Castelo de Bragança... Ai mãe!! Que medo...


Digam lá que não parece a Minie :)

Trofaposta Jovem 2008

Que hei-de eu dizer sobre esta actividade...
Correu bem, apesar de tudo...
Mas podia ter corrido melhor, também é uma realidade...
Eh... Penso que mais nada :p

Concerto dos Slide...

Sem palavras....



quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Notícias atrasadas que continuam por contar

Sei que estou em falta, muito em falta...
Tenho que colocar a notícia sobre o concerto dos Slide, sobre a semana da juventude, ou melhor trofa@posta jovem :) ... Enfim... e muito mais coisas...
Bem... Apenas vim dizer que sexta parto para Izeda para a semana missionária... Não levo comigo qualquer expectativa, apenas vontade de viver cada momento com intensidade, aprender e poder dar o que de melhor de mim tenho e sei...
Quando regressar espero eu ter muitas coisas para vos contar e ao mesmo tempo colocarei todas as notícias em dia...
Mas para já fica apenas o desejo de que todos tenham umas boas férias (para quem seja altura delas) ou um bom trabalho (se esse for o caso) ...

terça-feira, 15 de julho de 2008

Slide - Um pouco mais sobre eles...


Visitar site:
http://www.slide.pt/
Aqui terá acesso à informação biográfica sobre a banda, os seus elementos, contactos e links; media (single de apresentação, fotos, vídeos e download); o slidelog onde a banda vai actualizando com umas "curtas"; e a agenda para te manteres informado/a sobre todos os passos desta banda magnífica que num ápice passará a ser a tua banda preferida!!


Visita e depois dá-me o teu parecer...

Trofaposta Jovem 2008

Trofaposta Jovem, vulgarmente conhecida por Semana da Juventude.
Começa dia 18 e termina a 22 do corrente mês.
Fomos a vários lados pedir material para a tômbola com a qual marcaremos presença no Trofaposta Jovem.
Lidl (Ribeirão), CD Trofense (Trofa), Armazéns Carriço (Trofa), Armazéns Vilhena (Trofa), SporTiago (Trofa), Naturina (Vila das Aves) e loja de candeeiros da Rua Conde S. Bento (que peço desculpas mas não sei o nome) (Trofa), foram alguns dos lados que se disposeram a ajudar-nos (e peço desculpas se me esqueço de algum sítio)...
Como é óbvio levamos com alguns "não's", mas nem isso nos fez parar... Pelo contrário, estamos super empenhados neste evento e muito animados e confiantes quanto aos dias que se vão seguir...
Temos em mãos duas actividades... Uma a realizar-se no sábado à tarde onde as crianças que actuaram no mini chuva de estrelas foram convidadas a participar e actuar; a outra actividade terá lugar no fim de semana completo, contando sábado e domingo como casting e segunda como a final do Karaoke. Actividade essa que contará também com a participação do grupo de jovens AR Muro (peço desulpas se me enganei no nome)...
Por fim posso também comunicar que terá lugar no nosso stand uma exposiçãozinha do grupo, a qual todos poderão visitar e saber mais acerca "de nós"...
Convido todos os jovens com ânsia de mais a visitar-nos, procurarem saber um pouco mais acerca da nossa existência e dos nossos ideias... Quem sabe se não será exactamente isso que procuram?
Nunca se deve virar costas ao desconhecido, mas sim fazer-lhe frente, encarar... Nunca se sabe o que se nos deparará... Quem sabe se o desconhecido não é, nada mais, nada menos, que o nosso melhor amigo?!
Simplesmente apareçam!

Slide

Slide na XXII Feira do Livro em Viana do Castelo
17 de Julho de 2008
Um concerto a não perder...
Atreves-te a faltar?
A nova imagem da música portuguesa...
Vem ver por ti mesmo...

Causas Superiores TMN

Olá a todos!
É verdade que não fiz aqui o apelo para que visitassem a página "causas superiores tmn", contudo vou aproveitar este espaço para deixar um outro comunicado relativamente a esta causa...
Antes de mais... Não vale a pena procurarem mais as "causas superiores tmn", pois já terminaram os prazos e inclusive já saíram os resultados...
Por tal...
"Em nome dos JSF quero agradecer o apoio de todos nas 'causas superiores tmn', só assim foi possível o sucesso obtido! Dia 30 de junho havíamos ganho o prémio de visibilidade tendo sido o grupo que à meia noite desse dia estava em primeiro lugar. Porém, hoje, podemos afirmar que ganhamos também o prémio final! Obrigado, sem ti isto não teria sido possível!"

segunda-feira, 30 de junho de 2008

Horizonte (Fernando Pessoa)


O mar anterior a nós, teus medos
Tinham coral e praias e arvoredos.
Desvendadas a noite e a cerração,
As tormentas passadas e o mistério,
Abria em flor o Longe, e o Sul sidério
'Splendia sobre sobre as naus da iniciação.
Linha severa da longínqua costa ---
Quando a nau se aproxima ergue-se a encosta
Em árvores onde o Longe nada tinha;
Mais perto, abre-se a terra em sons e cores:
E, no desembarcar, há aves, flores,
Onde era só, de longe a abstracta linha.
O sonho é ver as formas invisíveis
Da distância imprecisa, e, com sensíveis
Movimentos da esp'rança e da vontade,
Buscar na linha fria do horizonte
A árvore, a praia, a flor, a ave, a fonte ---
Os beijos merecidos da Verdade.