quinta-feira, 19 de outubro de 2017

ML #2.1

Para a categoria terror (ler um livro de horror ou de terror, nº1) dos desafios de Halloween da maratona #MLOutonoInverno2017 escolhi o livro Formaturas Infernais. O meu ebook conta com 150 páginas!

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

ML #1.3

Para a categoria contos (ler um conto, nº3) dos desafios gerais da maratona #MLOutonoInverno2017 escolhi o livro O primeiro natal de Harry Potter é outros contos. O meu ebook conta com 55 páginas!

ML #2.5

O livro escolhido para o nº5 do desafio de Natal da #MLOutonoInverno2017: ler um livro com menos de 100 páginas, foi Maze Runner Arquivos (informações confidenciais) . O meu ebook tem 30 páginas.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

ML #1.1

Continuando com as leituras para a maratona #MLOutonoInverno2017, escolhi o livro "A fada Oriana" que irá corresponder ao desafio geral nº 1dos desafios: ler um livro que te faça, por algum motivo, lembrar a escola.

ML #1.2

O livro que escolhi para dar início a esta maratona #MLOutonoInverno2017 foi "Um cappuccino vermelho". Este livro corresponde ao nº 2 dos desafios gerais: ler um livro cuja capa tenha tons escuros.
É verdade que já tinha iniciado este livro, só será contabilizado a partir do terceiro capítulo, onde iniciarei a leitura para a maratona. Este livro está em formato ebook.

domingo, 15 de outubro de 2017

Maratonas literárias... #MLOutonoInverno2017

Estou a pensar participar numa maratona literária que vai começar dia 15 de Outubro de 2017 às 00:01 e irá até ao dia 15 de Janeiro 2018 pelas 23:59. O objectivo é ler o maior número possível de páginas.
Da lista de desafios, podem ser escolhidos todos ou apenas alguns para se cumprir. Cada participante deverá meter os seus progressos numa rede social à sua escolha. Usem a hashtag #MLOutonoInverno2017 para que nos possam acompanhar.
Cada livro só pode entrar numa categoria, logo não se pode repetir o mesmo livro em duas categorias distintas.
Para quem consiga terminar todas as categorias, podem continuar a ler livros para categorias repetidas. As páginas contam para o final.

Desafios


10 desafios gerais 

1) Ler um livro que te faça, por algum motivo, lembrar a escola

2) Ler um livro cuja capa tenha tons escuros

3) Ler um livro de contos

4) Pedir a alguém para escolher um livro para leres 

5) Ler um livro que tenha uma adaptação cinematográfica (ou que vai ser adaptado para o cinema) – Se possível vê o filme a seguir 

6) Ler um livro que queiras acabar antes de 2017 terminar

7) Ler um livro que tenhas há mais de 1 ano na estante (ou ler o último livro que compraste)

8) Ler uma Graphic Novel, Banda Desenhada ou Mangá

9) Ler um livro escrito por alguém que admires (ou sobre alguém que admires)

10) Ler um livro de não-ficção. 


5 desafios relacionados com o Haloween 
1) Ler um livro de horror/terror 
2) Ler um policial 
3) Ler um livro cujo tamanho te assuste (por exemplo, um livro enorme) 
4) Ler um livro cujo título esteja escrito a vermelho 
5) Ler um livro cujo nome do autor seja difícil de pronunciar

5 desafios relacionados com o Natal
1) O Natal é uma época bonita, onde o conforto é procurado especialmente devido ao frio que se sente lá fora. Lê um livro que achas que te possa trazer conforto 
2) Ler um livro que te ofereceram num Natal ou que gostarias que te tivessem oferecido 
3) Ler um livro que te faça lembrar a família. 
4) Ler um livro com a cor branca na capa 
5) Ler um livro com menos de 100 páginas


5 Desafios extra Instagram/Facebook (cada desafio extra vale + 10 páginas): 
1) Escrever a opinião de um dos livros que leste na maratona (podem publicar no vosso blogue caso tenham, ou colocar no grupo)
2) Desafio extra para o Halloween (SURPRESA – a divulgar dia 23 de Outubro 2017)
3) Desafio extra para o Natal (SUPRESA – a divulgar dia 18 Dezembro 2017)
4) Falar da maratona e de um livro a alguém e tirar uma foto com essa pessoa
5) Tirar uma foto de pijama/robe com o livro que estão a ler 


quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Lágrimas e um abraço

Chega de mansinho, sem avisar...
Incrível como uma simples lembrança é capaz de despertar os sentimentos mais profundos... E assim, lavada em lágrimas, preciso de um abraço... Um abraço que nunca mais terei, um abraço que nunca mais sentirei, um abraço com cheiro e sabor a ti... Mãe...
Esse sentimento fez despertar um outro... O de impotência... A realidade a fazer troça de mim...
A menina que fui um dia sempre sonhou ter 3 ou 4 filhos... A mulher que sou hoje vive com a realidade de poder vir a ter nenhum... E assim senti saudades de algo que não vivi, dos abraços que não sei se virei a ter...
Amor... Sentimento esse que não sei se acredito que possam sentir por mim... Um abraço... Um abraço é tudo o que preciso neste momento, e não tenho...

After, de Anna Todd - Opinião

Comecei a ler este livro sem grandes expectativas. Menina toda certinha, que se apaixona por um rapaz rebelde, todo cheio de tatuagens e marrento. E claro, com um segredo do passado que é totalmente obscuro. Achei que fosse apenas mais um livro como tantos outros, um “mais do mesmo”. Mas a verdade é que me surpreendi com a história da Tessa e do Hardin.
Os dois conhecem-se na faculdade, quando Tessa passa a dividir o quarto com Steph. No começo, Tessa começa a sentir uma enorme antipatia por Hardin, porque ele é irónico, e totalmente maldoso nos seus comentários sobre as suas roupas e sobre Noah, o até então, namorado de Tessa. Porém, com o tempo, os dois sentem-se totalmente atraídos um pelo outro.
Tessa é virgem. Namora com Noah desde criança e quando chega perto de Hardin, toda a sua sexualidade é aflorada. Ela deixa de ser a menina pudica e se transforma numa mulher cheia de desejos. Mas, claro. Nem tudo são flores. Ela e Hardin brigam o tempo todo.
E esse foi o único ponto negativo do livro. Achei Tessa meio “mole”. Sempre voltando atrás, correndo atrás de Hardin quando os dois brigam. E minha nossa!!! Eles brigam o tempo todo.
Nesses momentos o livro era um pouco entediante, achei que a autora exagerou nas brigas, na quantidade de discussões entre os dois personagens principais. Mas tirando isso, achei o livro perfeito.
São 616 páginas, mas que passam super rápido, porque sente-se uma curiosidade absurda em descobrir os segredos do passado de Hardin. O motivo pelo qual ele odeia tanto o pai (reitor da universidade que eles frequentam). Não achei o segredo tãoooooooooo grave. Na verdade, o que aconteceu é sim, bem grave, mas a forma como a autora colocou no livro, sei lá, ficou meio que em segundo plano. Mesmo a Tessa tendo chorado, se emocionado, ainda assim, não achei que a passagem foi intensa.
Mas o final….. é de tirar o fôlego. Foi algo inesperado. Imaginei mil e uma coisas, porque já haviam me falado que o final era forte, mas não estava preparada para o final que Anna Todd deu a este primeiro livro de uma série (se não me engano) de 6 livros. Isso mesmo! Seis livros. 
After tem muitas cenas de sexo. E são cenas que achei bem críveis, porque mostra que Tessa realmente é muito inexperiente no assunto. São cenas cheias de detalhes, com Hardin em várias delas, a ensinando como “proceder”. E se ele é um grosseiro em grande parte do livro – durante as brigas com Tessa –  quando estão juntos, nos momentos mais intensos, ele é um doce, um fofo. Faz questão que Tessa se sinta à vontade e se solte, se sinta desinibida.
Os personagens são fortes. Mesmo os personagens secundários. Parece que todos possuem segredos que os rondam o tempo todo.
Mesmo sendo um livro longo, vale muito a pena. Indico muito!

Nota: Li todos os livros da série de uma rajada só... Impossível parar de ler!

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Caminhos...

Recebi um email de uma rapariga que leu os 3 livros Caminhos, da minha autoria... Deu-me os parabéns, elogiou a história... Fiquei muito contente ao ler o email... É tão bom ter um feedback, ainda por cima tão positivo... Eu amo escrever e esta história tem, para mim, um sabor muito especial...

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Frases

"Uma película húmida embaceou a sua visão e Kylie reconheceu que não poderia detê-la. As lágrimas haviam chegado. Porquê? Essa pergunta curta navegou por sua mente confusa, transformando-se em dezenas de outras." (Nascida à meia-noite, C.C. Hunter)

sábado, 16 de setembro de 2017

Páginas do mundo

Olá! Sei que tento andado muito desaparecida... Desculpem por isso... Vamos a ver se é desta que volto para valer!
Hoje trago-vos uma notícia...
Páginas do mundo é nada mais nada menos que um grupo de leitores no Facebook. Se gostam da ideia toca a aderir ao grupo.
A ideia foi lançada pela Nita, mas curiosamente eu e a Cátia já tínhamos falado sobre algo do género...
Bem, vamos ao que interessa... O que é que se pode esperar desse grupo literário?
- Leitura conjunta;
- Maratonas originais em que para além do número de páginas lidas valoriza-se a interacção;
- Mini desafios diferentes;
- Maratonas temáticas;
- Partilha de experiências;
- Interacção e animação!
Curios@! Até! Até já!

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Ser solitária num mar de gente

Ser solitária num mar de gente...
É assim que me tenho sentido estas últimas semanas. Não sei explicar porquê nem ao certo sei qual o clique que desencadeou esse sentimento, mas é, para mim, um dos piores sentimentos que o ser humano pode sentir.
É tão mau, tão triste...

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Descanso?

Se por um lado nos dias de folga,  descanso ou férias uma pessoa quer fazer tudo e mais alguma coisa,  por outro só quer descansar... Vá-se lá perceber 😵

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Mãe... já lá vão 9 anos... Já?

Mãe,...
Impossível esquecer da nossa cumplicidade, do nosso carinho, e é por isso que eu faço questão de guardar essas lembranças boas, não com saudade, mas como aquele sentimento bom de respeito por quem fez parte da minha história e por quem fez de mim a mulher que sou hoje, de alguém que, por 25 anos, me transbordou...

Por vezes sinto-me egoísta. Não queria que partisses. Partiste cedo demais...
Sem ti, por vezes, sinto-me vazia... Tu estavas sempre aqui para mim. Acontecesse o que acontecesse, pois o teu amor por mim era incondicional... Tal como o meu amor por ti...
Sim, fazes-me falta. Sempre farás.
Às vezes sinto como se a minha vida não fizesse sentido, mas aí penso em ti e sinto uma força vinda não sei de onde apoderar-se de mim...
Dizem que sou forte. Não, mãe, não sou... Essas pessoas nem imaginam o quão enganadas estão... Elas nem imaginam o caco que vai dentro de mim...

9 anos... Já?
9 anos...
Tanta coisa se passou nestes 9 anos... Muito mudou... Ainda bem que não estás cá para ver, pois ficarias destroçada...
Mãe, sabes que estarás para sempre no meu coração, como sei que sempre fui parte do teu...
Amo-te tanto, tanto... 

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Aceitar, esquecer e viver...


Temos de viver a nossa vida e esquecer que os outros existem. Não agradamos a gregos e troianos e temos de ter consciência disso. Há quem não goste de nós, simplesmente porque os "santos" não se cruzam, tal como existem pessoas que não nos agradam tanto, ou não nos agradam de todo... É aceitar, esquecer e viver...

domingo, 11 de setembro de 2016

34 anos completos

34 anos feitos ontem...

Saldo... Positivo, sempre!
De negativo só o mesmo do ano passado... Mas os amigos e familiares compensaram em grande escala!
Muito obrigada a todos os que tornaram o meu dia ainda mais feliz, aos que longe ou perto fizeram questão de deixar a sua marca! Gosto muito de todos vocês...

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Frases de O Principezinho


14 – “E nenhuma pessoa grande jamais entenderá que isso possa ter tanta importância!”
Nenhuma

domingo, 5 de junho de 2016

Frases de O Principezinho


13 – “A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar.”
Um pouco? A gente chora é muito! E chora pelas conquistas, pelas derrotas, pela saudade, pelos abraços que consolam, pelas palavras que incentivam… E, claro, pela confiança quebrada.

Criar laços é iluminar os olhos, nos dois sentidos.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Frases de O Principezinho


12 – “Os homens embarcam nos trens, mas já não sabem mais o que procuram.”
O imediatismo social no qual vivemos nos proporciona viagens que, muitas vezes, nem desejamos fazer.

Jovens de dezessete anos, ou seja, no primeiro quarto da vida, são pressionados a estabelecer uma profissão para uma vida inteira. Mulheres são pressionadas a casar antes dos 25, ter filhos antes dos 30 e, não bastasse, ser bem sucedida antes dos 35. Homens precisam sair da casa dos pais, ter uma carreira promissora, o carro do ano e nunca, jamais, recusar sexo.

Como diria Mafalda, “isso não é vida, é um fluxograma!”

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Frases de O Principezinho


11 – “É bom ter tido um amigo, mesmo se a gente vai morrer.”
Porque amigos verdadeiros nunca, nunca morrem! ♥